Público-alvo e persona: quais as diferenças?

Toda a definição de estratégia dentro do mundo corporativo passa por uma série de padrões analíticos. Por conta disso, entender quais são as diferenças de público-alvo e persona torna-se imperativo.

Ao analisar as possibilidades de crescimento, uma marca consegue estabelecer algumas estratégias que irão corroborar com isso.

Isso pode ir desde aspectos mais gerais como a própria gestão da empresa até, em certa medida, outros aspectos específicos.

De entre eles, é possível encontrar o marketing como um dos principais fatores de estruturação de caminhos mercadológicos plausíveis.

É a partir dele que uma oficina alinhamento e balanceamento conseguirá encontrar e atingir o seu público de forma amplificada.

Diante de uma análise apurada do mercado, ela conseguirá enxergar quais serão os pontos a serem utilizados diante daquele mercado.

Contudo, agir dentro de um mercado pode não ser a tarefa mais fácil do mundo e, por isso mesmo, precisa de uma equipe voltada para a sua compreensão.

Além disso, outro ponto essencial é a compreensão em tempo real das implementações de ferramentas para esse fim.

O ambiente digital propiciou uma série de mudanças significativas nessas dinâmicas e, portanto, necessidade de uma série de cuidados.

Na verdade, diariamente surgem novas maneiras de impactar um público de forma distinta dentro de velhas ou novas plataformas.

Atentar-se, portanto, a todos os aspectos que compõem o ambiente de marketing digital acaba sendo primordial para o crescimento empresarial.

Uma fábrica de móveis modulados escritório pode encontrar uma série de formas de atingir os lojistas desse mercado.

Todavia, estar presente não significa, de forma alguma, a garantia de um impacto que se converterá em venda.

Na verdade, compreender quais são os aspectos que fundamentam aquele público-alvo para a criação de uma persona acaba sendo fundamental.

É importante, nesse sentido, ressaltar quais são as vantagens que se pode obter a partir de uma estratégia que leve em consideração esses pontos:

  • Qualificação do impacto;
  • Atração de leads;
  • Relacionamento;
  • Aumento de vendas.

É certo que esses são alguns dos pontos mais importantes que uma empresa consegue obter a partir de uma estruturação responsável desses mecanismos.

A qualificação do impacto vem na esteira dessa implementação, uma vez que, a partir do reconhecimento das dinâmicas comunicacionais de um público, torna-se possível direcionar ainda mais a comunicação.

Entender, portanto, qual é o perfil da gerência das construtoras que uma instituição que faz  terraplanagem para empresas quer impactar pode qualificar ainda mais a comunicação.

A partir da compreensão de padrões de consumo de mídia, por exemplo, é possível que esses gestores acabem se tornando lead.

Além disso, a partir de uma lógica de conteúdos bem estruturada, a empresa em questão ainda pode conseguir manter uma relacionamento de longo prazo com aqueles contratantes.

Isso pode ser feito a partir da manutenção de um blog com temas correlatos aos serviços oferecidos e que vão, em grande medida, atingir aquele mercado.

Nem sempre um gestor estará procurando por alguma alternativa de contratação, mas, ao fixar a marca por meio de bons conteúdos, essa empresa passará a ser considerada na hora da tomada de decisões.

Todas essas resoluções têm a capacidade de convergir para um objetivo estratégico em comum: o aumento de vendas.

Afinal de contas, um público que se reconhece em uma marca pode, sobretudo, passar a ter uma certa empatia por ela.

Uma empresa que faz pintura predial e residencial, por exemplo, a partir de conteúdos direcionados pode se fixar para seus usuários.

Esse ponto, em pouco tempo, pode significar um avanço desses leads rumo a contratação de algum serviço.

O que é público-alvo?

A implementação de qualquer estratégia de marketing acaba passando, inevitavelmente, por uma série de elementos relacionados ao público-alvo.

Esse ponto é fundamental para qualquer aplicação, uma vez que é ele que deverá ser atingido por uma comunicação.

A partir de uma série de pesquisas, feitas direta ou indiretamente, uma empresa conseguirá definir quem será o alvo de sua comunicação.

Todavia, é importante entender que esse aspecto é tão fundamental justamente porque não há como se comunicar com todos os públicos.

Na verdade, não há razão para que isso aconteça, uma vez que nem todas as pessoas estarão alinhadas com a compra ou contratação de uma marca.

Se, porventura, a busca é pela venda de projeto de climatização hospitalar, não há porque conversar com açougues. 

Esse pode ser um ponto óbvio, mas, quando se trata de crescimento empresarial, muitos podem querer voar muito perto do sol e ter suas asas queimadas.

Como reconhecê-lo?

Hoje em dia, há uma série de ferramentas que podem facilitar o reconhecimento de um determinado público.

Contudo, uma das formas mais tradicionais ainda é a busca por respostas a alguns formulários de pesquisas de comportamento.

A partir deles, uma empresa conseguirá compreender quais são os seus aspectos mais fundamentais.

Além desse recurso, as próprias plataformas digitais fornecem uma série de reconhecimentos de um público.

Partindo de segmentações bem delimitadas, qualquer empresa consegue atingir o seu grupo de pessoas de forma bem objetiva.

Definir, portanto, qual é a faixa etária, gênero e alguns outros pontos para que um salão especializado em loiros possa ter um bom desempenho nas redes sociais, por exemplo, é fundamental.

O que é persona?

Engana-se quem julga que o reconhecimento de um público-alvo é o ponto máximo dessa relação.

Na verdade, é importante ir além de todas essas questões e, a partir desses dados, pensar em um interlocutor unitário.

Isso significa que a definição da persona é, sobretudo, um aspecto lúdico que acaba fornecendo uma série de respostas.

Sendo assim, é aí que reside a proclamação de um cliente ideal que será comunicado sempre que a empresa estiver buscando atingir seu público.

No entanto, não pode haver espaços para generalismos e, nesse sentido, é fundamental que sejam considerados todos os aspectos preponderantes do público-alvo.

A persona, portanto, é a personalização dos aspectos do público-alvo em um interlocutor único.

Como defini-la?

Diversos dados serão fornecidos a partir da compreensão de quem é o público-alvo, por exemplo, de uma empresa de banner personalizado para lanchonete.

Esses gestores, portanto, estarão munidos de alguns padrões de consumo e demográficos que vão fundamentar a persona.

Suponha-se que o público que está sendo tratado seja majoritariamente feminino, com idade de 28 a 35 anos, residentes na cidade de Mogi das Cruzes e que utilizam algumas redes sociais como forma de distração.

A partir desses pontos, é possível entender quais são os fatores preponderantes para a criação de uma personagem.

Ou seja, um textinho roteirizado pode se fazer necessário: Camila tem 32 anos e é gerente de uma lanchonete no centro de Mogi das Cruzes. Seus hobbies passam por acompanhar alguns conteúdos de culinária nas redes sociais e, à noite, estuda administração.

Pronto, há a definição perfeita de como uma persona irá fundamentar toda a comunicação de uma empresa.

Desse momento em diante, essa empresa terá a Camila em mente na hora que for fundamentar qualquer tipo de padrão comunicacional dentro da empresa.

Diferenças e complementaridades

É certo que as duas estratégias possuem algumas distinções bem evidentes e que, em grande medida, acabam sendo óbvias.

Todavia, é preciso ser mais assertivo quanto a capacidade que cada uma tem de agir no mercado.

O primeiro ponto a ser ressaltado é que toda a persona parte de um público-alvo, mas o contrário não acontece.

Sendo assim, uma acaba sendo uma complementação e aprofundamento da outra e, portanto, precisa ser considerada.

Uma estratégia, por exemplo, que se baseia apenas em um público-alvo pode acabar generalizando demais a sua comunicação.

Uma clínica de cuidador de idoso 24 horas pode entender quais são as famílias da região que precisam do serviço e oferecer.

Contudo, a partir de uma persona qualificada é que a comunicação será mais simpática aos olhos e ouvidos daquele público.

Apesar de parecer uma abstração lúdica demais para a implementação mercadológica, a persona tem um caráter objetivo fundamental: gerar empatia.

Considerações finais

Arvorar-se em novas estratégias para desbravar algumas possibilidades que o mercado apresenta pode significar uma série de critérios a serem respeitados.

Não há, nesse sentido, espaço para que uma boa estratégia de persona não seja um dos fatores predominantes de uma implementação.

Especificar o interlocutor de forma acentuada pode ser a garantia que qualquer empresa busca de se obter uma comunicação objetiva e que gera empatia.

Porém, para que isso ocorra, antes de tudo, é preciso que o público-alvo seja reconhecido e que, via de regra, os seus elementos fornecem insumos para a definição dessa persona.

Aliar as duas questões não é só uma necessidade como não há como criar uma estratégia bem fundamentada sem que elas sejam levadas em consideração de forma complementar.

Seja qual for o setor empresarial em que se está atuando, é fundamental que a persona e o público-alvo sejam imperativos nessa relação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Consultoria gratuita!

Posts Recentes

Decisão de compra: como influenciar os consumidores

No processo de compra, os consumidores são influenciados por uma série de...

Ler mais15 de fevereiro de 2024

O que é Click Bait e quais são os riscos de utilizá-lo?

Chamar a atenção do público é essencial no mercado. Quanto...

Ler mais14 de fevereiro de 2024

O que é URL amigável e qual sua importância?

URL amigável é uma URL “amigável para o usuário”, ou seja,...

Ler mais9 de fevereiro de 2024

Nos acompanhe nas redes sociais:

Leia também ...

Clique no botão e cadastre-se em nossa Newsletter

Cadastre-se em nossa Newsletter

© Copyright Idea Of Now. Todos os direitos reservados.

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Basta preencher as informações abaixo:

Como deseja receber seu conteúdo?